Cordas vocais - operei, como fica a minha voz?


A cirurgia das cordas vocais pode ser indicada para remover pólipos, cistos e tumores na região.


Por serem estruturas delicadas, a cirurgia nas cordas vocais pode causar alterações na voz (disfonia), em geral, temporárias, em que a voz pode ficar mais rouca ou com um volume mais baixo que o normal.


Alguns cuidados são fundamentais para garantir uma boa recuperação após a cirurgia, principalmente em relação à disfonia, sendo os principais deles:


Nos três primeiros dias após a cirurgia, é fundamental que o paciente evite falar, fazendo repouso vocal total. Nos próximos quatro dias, o ideal é falar o menos possível, sem forçar as cordas vocais. Nas semanas seguintes, o paciente deve evitar falar depressa, cantar, gritar, rir, pigarrear e tossir;


Juntamente a esses cuidados, é importante realizar a terapia de voz com o fonoaudiólogo, que irá indicar exercícios adequados para cada caso.


Hoje em dia, o princípio básico da cirurgia na região, é que ela seja minimamente invasiva. Quando bem indicado, podemos utilizar o laser, que permite que a manipulação dos tecidos das cordas vocais seja mais pontual, restrita à lesão.


Assim como em qualquer pós-operatório, é importante seguir todas as recomendações médicas, para que a recuperação possa ocorrer de maneira eficaz no menor tempo possível.


#cirurgiadecabecaepescoco #drbertelli #cirurgiarobotica #cancerdecabecaepescoco #tireoide @danielaserranomarquezin

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo