Câncer de parótidas


As parótidas são as maiores glândulas salivares do corpo humano e ficam no pescoço, abaixo e à frente de cada orelha.

Este não é um tipo de tumor comum, como o de tireoide, pois representa apenas 6 a 8% dos casos de tumores malignos que acometem a região da cabeça e do pescoço. Portanto é um tumor mais incomum! Aliás, nos casos de tumores de parótidas, mais de 80 % deles são benignos.

Sempre ressalto que os tumores - na maior parte dos casos - são indolores. Muitos pacientes confundem com as ínguas, quando os linfonodos estão inchados, por exemplo, como indicativo de defesa do sistema imunológico, ou ainda casos de parotidites, que é quando as glândulas inflamam. Um bom exemplo de parotidite é a caxumba, que todos conhecem!

O diagnóstico é bem similar ao dos nódulos de tireoide, pois é feito com uma biópsia realizada com aspiração por agulha fina (PAAF - tem post sobre isso aqui no feed), geralmente após o paciente ter um exame de imagem que confirmou o nódulo na parótida. Mas nos tumores de parótida o paciente geralmente sente a presença do nódulo na região parotidea, o que nem sempre acontece com os nódulos de tireoide!

Vale ressaltar que apesar de raros, o tratamento é quase sempre cirúrgico, mesmo que seja um câncer (tumor maligno), há tratamento específico e a chance de cura é boa.


Para os tumores benignos, dependendo de alguns fatores, existe a opção de cirurgia minimamente invasiva!

#drbertelli #cirurgiadecabecaepescoco

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo