top of page

Indicação da cirurgia robótica

A cirurgia robótica tem demonstrado eficácia no tratamento de diversos tipos de câncer de cabeça e pescoço, tais como câncer de laringe, faringe, tireoide e também nos casos em que é necessária a remoção de linfonodos e vasos linfáticos afetados por câncer, principalmente aqueles que afetam as glândulas salivares, tireoide e garganta.



Vale ressaltar que, embora seja uma opção valiosa, nem todos os pacientes são candidatos adequados para a cirurgia robótica. Atualmente, a cirurgia convencional ainda é a abordagem mais comumente utilizada para tratar a maioria dos tumores de cabeça e pescoço.



A utilização da cirurgia robótica oferece diversos benefícios para os pacientes cujos tumores podem ser tratados por esse método:



Redução do risco de complicações pós-cirúrgicas, como infecções no local da cirurgia, que podem ocorrer nas áreas manipuladas durante o procedimento.



Menor dor e menor risco de perda de sangue durante a cirurgia.



Tempo de internação reduzido, possibilitando uma recuperação mais rápida e o retorno mais ágil às atividades cotidianas.



Vantagens estéticas, pois a cirurgia robótica permite evitar grandes cicatrizes visíveis, já que os instrumentos cirúrgicos podem ser inseridos via cavidade oral ou em locais pouco visíveis, como atrás das orelhas ou na parte interna dos lábios no caso da cirurgia de tireoide. Além disso, as incisões são muito pequenas e discretas.



Preservação dos tecidos próximos ao tumor, o que reduz a necessidade de cirurgias reparadoras e ajuda a minimizar sequelas.



Recuperação mais rápida, facilitando a retomada das atividades diárias com maior brevidade.



Em suma, a cirurgia robótica representa um avanço significativo no tratamento de certos tipos de câncer de cabeça e pescoço, oferecendo diversos benefícios aos pacientes que podem se beneficiar desse método em relação à cirurgia convencional. Contudo, é importante ressaltar que a escolha do procedimento adequado dependerá da avaliação cuidadosa do médico, considerando as características específicas de cada paciente e do tipo de câncer a ser tratado.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page