Cuidados para recuperar ou manter a voz após um câncer de laringe



Receber o diagnóstico de um câncer traz muitas incertezas a qualquer um. No caso de um tumor maligno na laringe, uma questão importante é se a fala será prejudicada devido ao tratamento da doença. Afinal, na laringe, órgão que fica no pescoço, é onde estão localizadas as cordas vocais, responsáveis por produzir o som da nossa voz por meio da vibração resultante da passagem do ar pelo local.


Se durante a cirurgia houve a necessidade de remoção total da laringe, será necessário aprender um novo jeito de falar. Conheça algumas opções utilizadas para o processo de reabilitação da voz:

• Voz esofágica: A voz esofágica é considerada a segunda voz e pode ser utilizada quando não é mais possível a emissão do som pelas pregas vocais. Essa técnica utiliza o ar que passa pelo esôfago, órgão responsável em levar alimentos e bebidas ao estômago.


• Laringe eletrônica: Também chamada de eletrolaringe, é um aparelho eletrônico externo que deve ser pressionado próximo ao pescoço ou a boca e produz uma vibração que emite a voz. Nesse caso, a voz terá um som mecanizado, robotizado.


• Prótese traqueoesofágica: O cirurgião fará um orifício entre o esôfago e a traqueia para inserir uma prótese com válvula que irá abrir quando o ar expirado passar pelo local. Esse ar irá produzir vibrações da mucosa da faringe para a emissão da fala, criando um som compreensível, semelhante ao da voz esofágica, mas com um discurso mais longo. #drbertelli #cirurgiadecabecaepescoco #cancerdelaringe

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo