Como é feito o diagnóstico do câncer de cabeça e pescoço?


A suspeita de câncer de cabeça e pescoço pode ser feita por meio dos sinais e sintomas, mas para se estabelecer um diagnóstico definitivo é necessário fazer-se uma biópsia ou punção da lesão suspeita.

O patologista deverá examinar o material coletado do paciente ao microscópio à procura de células malignas compatíveis com o diagnóstico suspeitado. A maioria dos casos de câncer de cabeça e pescoço é de carcinoma epidermoide. Após o estabelecimento do diagnóstico, o médico deve passar ao estadiamento (extensão) da doença, para o qual são pedidos exames complementares.


Os sintomas do câncer de cabeça e pescoço dependem do órgão afetado, mas costumam ser vagos, de início, e por isso podem levar a um atraso no diagnóstico. No entanto, algumas queixas mais típicas podem ser destacadas.

No câncer de seios nasais há sangramento nasal ou obstrução nasal permanente. No câncer da nasofaringe há nódulos ou massas no pescoço em 90% dos casos, otites crônicas, cefaleia e alterações neurológicas. No câncer de orofaringe há também dificuldades de engolir e dor no ouvido. No câncer de laringe observa-se rouquidão e tosse. No câncer da cavidade oral ocorrem feridas ou elevações que não cicatrizam, alterações dentárias incomuns ou dificuldade em fixar próteses dentárias.


#drbertelli #cirurgiadecabecaepescoco #tireoide #cirurgiaminimamenteinvasiva #cirurgiarobotica

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo