Cirurgia robótica



Diferente do que o nome pode sugerir, a cirurgia robótica não é feita por robôs. Na verdade, o robô cirúrgico não faz nada sozinho: não opera, não decide. Quem faz a cirurgia é o cirurgião! É ele quem dá os comandos e manipula este sistema avançado. O robô é um instrumento cirúrgico com tecnologia de última geração guiado pelas mãos habilidosas do especialista.


Os braços do robô replicam os movimentos realizados pelas mãos do cirurgião com extrema precisão e delicadeza, executando, inclusive, alguns movimentos e alcançando locais que a mão humana não conseguiria.


O equipamento possui câmeras que permitem a visualização de imagens reais em 3D. O cirurgião tem, portanto, imagens em full HD, maximizadas em até 10 vezes.


Durante o procedimento, o cirurgião consegue enxergar detalhes e minúcias em tempo real enquanto manipula pinças e braços robóticos.

Representa um grande avanço tecnológico desenvolvido nos últimos anos, que propiciou a realização de procedimentos menos invasivos nas diversas especialidades, com evidência na literatura de várias vantagens, como: menor morbidade cirúrgica, menor dor pós-operatória, menor tempo de internação, e com uma melhor e mais rápida reabilitação que as abordagens convencionais para determinadas patologias, incluindo alguns tumores em cabeça e pescoço.


Atualmente, na especialidade de cirurgia de cabeça e pescoço, a tecnologia robótica pode ser utilizada por via transoral ou cervical.


Converse com o seu médico para saber se há indicação para o seu caso.


Tem mais dúvidas? Deixe aqui nos comentários. #drbertelli

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo